<body> <body>

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008


a bomba relógio no coração deste blog, levou um ano a chegar ao zero...
terão noticias minhas em breve

4 Comentários

Como seu blog meu coração tambem zerou...
agora vou deixar estar...no Nada, mas qdo se está no nada se tem TODAS as possibilidades....
Voltaremos em breve, mudados e renovados... em outra velocidade

Até breve!

bjuss

Iolanda

ioiolua@hotmail.com

espero ter :)

..Rs..estranho..sempre detestei "blogs".."flogs"...mas do teu.. eu gostei..
Das tuas palavras..da tua chuva que agora parece que,virou "garoa".. espero que volte..

Assim, venho como quem nao quer nada..pra banhar na chuva!

Um abraço..

Ciao!

AflOr

"Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A alguns deles não procuro, basta saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida...mas é delicioso que eu saiba e sinta que eu os adoro, embora não declare e os procure sempre..." achei que poderia gostar camarada...

Até logo chino ^^


>> Deixa um Comentário Aqui



terça-feira, 29 de janeiro de 2008
errr...


fui comprar cigarros... e eu nem fumo

dois meses depois, e um mês atrasado.. boas festas e feliz ano novo...

6 Comentários

Bom Ano Novo pra si também =)

**
JRabbit

Bom ano novo! Feliz natal! feliz aniversario! feliz dia 1, 2,3,4,5,6,7,8 (...) 30, e 31 quando houver...

feliz natal

jocas maradas e bom ano

Um Natal cheio de Páscoas e um ano novo cheio de Carnavais!

Tu que nem fumas foste comprar cigarros e eu que fumo desapereço muito mas é à procura de um sítio para fumar!
Bom ano

Radiohead em paredes de coura este ano! lembrei-me logo de ti!


>> Deixa um Comentário Aqui



segunda-feira, 28 de janeiro de 2008
Sádica Monotonia
Deito-me quando o sol está prestes a nascer, e a agonizante alegria primaveril enche os meus olhos secos e vazios, tenho vontade de matar todas as andorinhas, para que a primavera não chegue nunca mais, e chova durante todo o ano.

Sou masoquista ao ponto de ainda não ter destruído a televisão, e de todos os dias sempre que posso, perder horas em transporte públicos, sendo invadido com um mar de banalidades de mentecaptos desconhecidos, que afogam os últimos restos da minha ténue inteligência.

Gostaria de ser atropelado todos os dias ao acordar... e de perder a memória, acordar minutos depois acreditando que me basta respirar, para poder dizer que estou vivo e sou feliz, ou então uma agradável lobotomia que me deixava fresco e jovem, qual clister ao pensamento.

Era bom... talvez hoje não me custasse tanto pedir meia-torrada e um galão.

6 Comentários

Já tinha saudade de ler estas coisas que escreves. estas meras palavras que não dizem nada, que não deixam ver nada, mas de que eu gosto. Não sei porque. Mas gosto de acreditar que percebo.

Tu escreves bem, e eu por mim gosto de ler coisas bem escritas... Parabéns.

Pensando bem, depois de reler, parece-me que a maioria dos desejos que aqui enumeras são facilmente realizáveis. Se tiveres bons amigos provavelmente não se vão importar se pedires por favor e com jeitinho que te atropelem todos os dias.. Acordares e respirares é a prova vivinha que estás vivo, toda a ciência te pode mostrar esse facto (qualquer ser que tenha o fenómeno de usar oxigénio para as suas funções é VIVO), quando à felicidade.. passemos à frente. A lobotomia,até ta faço eu que trabalho com bisturis todos os dias mas terás de assinar um termo em como naõ me deitas as culpas em cima se não te sentires fresco ;)

Dae meu velho, sou seu fã, voce escreve pra caralho, conheci seu trabalho naquele seu blog, sabe qual né, "http://www.frasesperdidas.blogger.com.br/", é o que tu escreve fecha muito comigo, até andei pensando em começar escrever como voce, mas, nao tenho o dom que voce tem, ou talvez até tenha, mas nao o despertei ainda, parabens velho, tenho certeza que tudo o que voce já passou ou sofreu no passado vai se transformar em alegrias no futuro, voce como todos nos merece ser feliz, tudo de bom, abraço.
Diego Schwalbert

E no fundo queremos todos tão pouco deste tanto que nos é ensinado a ambicionar!
Detesto desperdícios em qualquer área e a falta de inteligência enerva-me mas o não querer aprender irrita-me mais...
Agradeço as palavras todas que me tiraste da boca!

curti, está poderoso!!
abraço


>> Deixa um Comentário Aqui



domingo, 27 de janeiro de 2008
Barbot - novas emoções
Voltei a pintar as paredes do meu quarto... por baixo de uma camada espessa de tinta, jazem as pinturas de amor que fizemos nas madrugadas em que o sono não vinha, e as horas pareciam curtas para todo o nosso ritual da chuva.

Escolhi o branco, porque combina com a cor negra dos meus cabelos e sonhos... A verdade é que nem o cheiro a tinta que me tanto incomoda faz com que os lençóis percam o teu cheiro a baunilha. Não é isso que me tira o sono, é certamente a saudade de não te ter à distancia de cinco dedos...

Encontrei no armário, uma das tuas muitas máscaras... julgo que não necessites mais dela, pelo menos não a vestirás mais para mim.

4 Comentários

e no entanto...irás guardá-la?!=) o olfacto é o sentido que mais memórias despoleta. e sabe tão bem..=)

Uma pessoa navega por acaso neste grande mundo que é a blogosfera, sem destino,sem rumo,apenas com o intuito de hidratar a alma nos talentos que por aqui andam. Por vezes estamos apenas de passagem,noutros aterra-se e espreita-se. Pode supreender-se ou desiludir-se. Eu gosto de me surpreender ou quando algo que li me faz sorrir. O que não passaria de um objecto desinteressante (um balde de tinta Barbot) foi transformado numa bela prosa de cores e odores que cada um pode saborear. Gostei. Mas hei-de ler mais por aqui antes de tirar outras conclusões :)

O que te tira o sono é não ter esse alguém à distância de 5 dedos e no entanto utilizaste 10 para escrever tudo isto...muito bom!

"Encontrei no armário, uma das tuas muitas máscaras... julgo que não necessites mais dela, pelo menos não a vestirás mais para mim."

O que me tira o sono é a saudade monocromática e ver alguém continuar a crescer sem a nossa ajuda.


>> Deixa um Comentário Aqui



sábado, 26 de janeiro de 2008
entre rascunhos
Encontrei o nosso amor numa folha de rascunho... junto a um problema de aritmética que resolvi quando ainda tinha o pássaro purpura que me ofereceste no dia em que nos conhecemos.
Nunca o aprisionei numa gaiola... talvez por isso tenha fugido, mas ainda assim, fico satisfeito por saber que enquanto voou no tecto do meu quarto era feliz, e que não se poderia sentir mais livre que voando em bando com os nossos sonhos, que libertávamos enquanto olhos nos olhos nos descobríamos em silencio.


ver as minhas mãos envelhecer não será dor maior que assistir ao suicídio dos meus sonhos.

3 Comentários

O pior é o deixar de sonhar...de todo. Quando nos apercebemos que secámos por dentro...que não há forma de regarmos as raízes que há muito apodreceram.

''ver as minhas mãos envelhecer não será dor maior que assistir ao suicídio dos meus sonhos''

o pior é quando os nossos sonhos são assassinados...

Gostei do teu blog, parabéns.

olá...
te perssegui até aqui,pra te dizer q os sonhos não são apenas sonhos,pois eles são reais basta acriditarmos neles...
passamos a dessacreditar quendo mtamos eles com falsos punhais,nessas buscas sem destino que leva o ser amado a querer sempre a pessoa amada.
Eu por exemplo tenho sonhos só que embora despedaçados não deixaram de existir..
agora diga amigo..oque fazer quando alguyém dá encerrado esse sonho, em tudo que lutou foi tudo em, vão sobraram apenas na memória???.!!!meus sonhos por exemplo são assasindos todos os dias apatir do momento em que deixo q acreditar neles.
eu sou apenas uma pessoa sentimetalista de prezo amis aos meus sentimentos que minhas próprias emoções,pensei eu um dia:
QUEM DERA SE FOSSE COMO UM ANJO..POIS NÃO SE DELIMITAM AS PAIXÕES DESTE MUNDO E NÃO SOFREM POR AMOR, VIVEM APENAS PRA UM ÚNICO SENTIDO.
amo alguém mais não fiz por merecer,eu apenas não creditei que ela realmente me amou.vivi esses momentos com se um sonho fosso ..
quando acordei era tarde demais!!
thau amigo,foi boa essa visita.talvez queira me dizer algo me adicione ao meu msn:
fabiano_pinpa@hotmail.com


>> Deixa um Comentário Aqui



sexta-feira, 25 de janeiro de 2008
Luzes, camara...
Apaga todas as tuas cassetes, está na hora de realizares o filme da tua vida, chega de viver segundo um guião rasca, que não passa de uma plágio a outras tantas vidas desinteressantes que se vêem repetidas todos os dias do mês.

Vamos filmar a queda do fundo do mar até á superfície... uma viagem alucinante, em que contrariamos todas as regras e leis da física, em que a luz que nos ilumina são pirilampos que vivem nos teus cabelos negros.

Contigo, quero viver uma historia de amor verdadeira, daquelas em que choramos no fim, e só nos deixaremos de amar, quando a memória daquilo que neste dia fomos não passar de cinzas, até lá viveremos de pulsos abertos, sangrando sempre que fechamos os olhos, esperando que durante o sono a hemorragia se decida estancar.

Mas agora não é tempo, para o amor e paixonetas de adolescente, dá-me a mão e sonha comigo.

3 Comentários

Lindo!Brilhante!Adorei a essência

Se ao menos o sonho se tornasse realidade...

Bjinho

O amor e as paixonetas de adolescente são o tubo de ensaio pra a forma de lidar com este sentimento para o resto da vida. Marcam para o bem e para o mal, para incutir medo e perceber o respeito que sempre se deve ter neste territórios de enganos e desenganos.
Continuas a escrever de forma fantástica e a deixar-me em sonhos...de olhos abertos.Obrigada

Como podemos nos conhecer ? bjus


>> Deixa um Comentário Aqui



sábado, 24 de novembro de 2007
Geração Autoclismo
flush



São horas, já mortas, que lentamente escorrem pela latrina do tempo, à espera de uma nova descarga do WC Pato, que irá tornar a merda em que vives um local bem mais cheiroso. Por cinco minutos irás esquecer as náuseas que sentes quando acordas dos teus sonhos inodoros.

Iludimo-nos porque acreditamos estar destinados a algo para qual não nascemos, para algo que nos irá fazer negar a nossa natureza, e nos irá tornar ainda mais imperfeitos, autênticas sacas de carne e ossos com auto-estima que se ganha juntamente com revistas cor-de-rosa e diários desportivos.

14 Comentários

E, de repente (não mais que de repente) percebermo-nos que crescer dá-nos a sensação de limpamos a merda com as próprias mãos.

Já ouvi chamar muita coisa,isto não.... mas não est´mal pensado :)

Até um dia destes

por Anonymous Tânia Pereira, a 28 de novembro de 2007 às 22:36  

Há uns produtos novos que "diz que" se juntam às moléculas dos maus cheiros e "matam-nas"! Depois fica o outro cheiro, o que "se diz" que é bom!
Imagina que a higienização que por aqui anda decide "matar" os cheiros incómodos, aqueles que pensam e falam e sentem demais!
Estamos à beira e à mercê da próxima pessoa que nos descarregue o autoclismo?

Estamos à mercê da próxima invenção higiénica. Depois do WC Pato, durante duas semanas, somos os maiores. Alguma merda melhor há-de aparecer.

por Anonymous Flavinha Roberta, a 30 de novembro de 2007 às 05:14  

Primeira vez q passo aqui. Gostei do seu blog. Belos textos, lindas imagens.
=)

Fico feliz que ainda esteja aqui ativo escrevendo, só não muito feliz pelo tema não ser muito diferente dos de 4 anos atrás ^^

ganha juntamente com revistas cor-de-rosa e diários desportivos.

extamente isso

Se o WC Pato conseguisse disfarçar o cheiro a podre que por vezes se faz sentir no peito...

Amanhã completa 1 mês de sua última escrita neste espaço sitio!
Faz pensar q fostes embora, apesar de soh hoje conhecer essa forma pensante, parece que perder-te ei, momentos de profundos pensamentos a de se exaurirem...

Passei para deixar um beijinho e votos de um BOM ANO NOVO.

"Iludimo-nos porque acreditamos estar destinados a algo para qual não nascemos"
Muito bom.

gostei de te ler...

voltarei...

gostei de estar aqui....li..reli...

jocas maradas

Já não te "lia" à algum tempo meu amigo.. Ainda bem que não perdeste o dom...


>> Deixa um Comentário Aqui






PROFILE